Crítica: “Eu Fico Loko” + Coletiva de Imprensa

EU FICO LOKO
★★★☆☆

ELENCO: Christian Figueiredo, Filipe Bragança, Isabella Moreira, Giovanna Grigio, José Victor Pires e Suely Franco
DIREÇÃO: Bruno Garotti
GÊNERO: Comédia
DURAÇÃO: 1h 36min
DISTRIBUIDORA: Paris Filmes

Christian (Christian Figueiredo) é um adolescente que tem certeza de que é diferente: tudo acontece com ele. As mais divertidas (e embaraçosas) histórias da sua infância e adolescência ele escreveu em um diário – o que não impede que agora todos tenham conhecimento.

Gostaria de começar esse post sendo bem sincero e dizendo que quando recebi o convite para ir assistir ao filme tive um pouco de receio e até preconceito, afinal, o que eu poderia esperar de um filme sobre um YouTuber de apenas 22 anos? Lokões e lokonas, por favor, não me levem a mal. Sorte a minha que eu fui surpreendido e inspirado. Logo, esta é uma crítica totalmente positiva.

Christian Figueiredo é um fenômeno que, com apenas 22 anos, conquistou quase 7 milhões de seguidores no seu canal no YouTube, escreveu três livros e teve sua história transformada em filme, previsto para chegar em todos os cinemas brasileiros no dia 12 de janeiro do próximo ano. O filme é baseado no seu primeiro livro, também intitulado “Eu Fico Loko“, e conta a trajetória do jovem até se tornar o sucesso que conhecemos hoje.

O filme começa com Christian se apresentando como se estivesse em um vídeo do seu canal, aliás, as aparições dele são todas assim, quebrando a quarta parede e interagindo diretamente com o público, como se estivesse gravando um vídeo – uma jogada incrível que o diretor Bruno Garotti encontrou para que os fãs de longa data do jovem se sentissem como se estivessem assistindo a um de seus vídeos – porém esse, um pouco mais longo que os de costume.

Imagem: Reprodução / Paris Filmes

A importância da internet é um assunto tratado desde o começo do filme, logo antes de vermos um Christian de 10 anos, interpretado pelo fofo e dono dos cachinhos mais lindos do mundo, Cauã Gonçalves. Mesmo para quem não leu “Eu Fico Loko” – livro que foi adaptado para o longa -, já consegue ter uma ideia de onde o filme quer chegar na cena onde o pequeno Christian volta da natação querendo desistir das aulas porque foi zombado pelos coleguinhas por ser magro demais.

Para quem acompanha Figueiredo no YouTube, percebe que ele é um cara extrovertido, mas nem sempre foi assim. No filme, com 15 anos e interpretado pelo convincente Filipe Bragança, vemos um Christian típico de filme de colégio americano: um loser que não pertence a nenhuma panelinha e não pega ninguém.

Entre a perseguição de Mauro (Michel Joelsas) – rival e algoz de Christian no colégio – e os primeiros vídeos postados no YouTube com seu melhor amigo Yan (José Victor Pires), o filme trata de assuntos diversos sofridos por grande parte dos adolescentes. A falta de popularidade na escola, o primeiro beijo, as festas, a primeira paixão e a pressão em perder a virgindade, são algumas das situações pelas quais Christian passou e estão no filme.

Imagem: Reprodução / Paris Filmes

Christian, que sempre teve uma paixão platônica por Alice (Isabella Moreira), acaba conhecendo Gabriela (Giovanna Grigio) – por coincidência – e se envolve com a garota em um relacionamento que arranca boas risadas de quem está assistindo. Outro ponto cômico do filme é Tatiana, a avó do rapaz, interpretada pela incrível Suely Franco, que conseguiu me tirar várias gargalhadas no cinema e, pelo que pude ouvir, de todos ao meu redor. Com certeza uma personagem que todos irão amar e que merece toda homenagem e jus que o filme faz à avó de Christian.

Um ponto que vale a pena ser reforçado e que vemos durante o filme é que as pessoas tiravam sarro do Christian na escola por causa do seu canal no YouTube. Após uma grande tragédia na família, a perda dos seus melhores amigos e da garota de quem gostava, é o momento em que ele decide criar o canal “Eu Fico Loko” e começa a gravar suas confissões e conquistar a fama e poder que tem hoje. A trajetória toda de Christian é mostrada em um mix de cenas onde ele aparece gravando seus mais de 500 vídeos que estão no YouTube e trechos dos próprios vídeos que o ajudaram a alcançar quase 7 milhões de inscritos no canal.

Imagem: Reprodução / Paris Filmes

A trilha sonora fica por conta do hit “Hear Me Now“, destaque do filme feito em parceria de Bruno Martini, Marcos Zeeba e Alok – os dois últimos fazem participações especiais no filme. “De Todos os Loucos do Mundo“, da Clarice Falcão, também faz parte do filme.

“Cada etapa te deixa mais preparado para realizar seus sonhos.”

Imagem: Reprodução / Fato Online

No dia 13 de dezembro, aconteceu no Hotel Golden Tulip a coletiva de imprensa do filme. O próprio Christian Figueiredo estava presente, além dos atores Filipe Bragança, Giovanna Grigio, Isabella Moreira e José Victor Pires, o diretor Bruno Garotti e o produtor Júlio Uchôa.

Durante a coletiva, Filipe contou um pouco sobre como soube que interpretaria Christian: “Eu fiz o primeiro teste e achei que não iria passar porque falaram que eu era muito maduro para o papel e que minha voz era muito grave, então eu pensei ‘Ah, tudo bem’, mas depois me chamaram de novo pra fazer teste com as outras pessoas e eu descobri que tinha passado.

“Eu Fico Loko” é o primeiro longa do ator de apenas 15 anos que se entregou totalmente ao papel: “Eu participei de um processo de preparação bem legal com o Christian, com o elenco todo na verdade, e foi incrível. Eu tive que emagrecer 4kg porque ele conseguiu ser mais magro que eu. Eu tive que fazer uma preparação corporal, porque ele era corcunda e deixar o cabelo crescer, eu não corto o cabelo desde abril. Eu também tive que fazer uma preparação vocal porque a voz do Christian é mais aguda que a minha, enfim, foi um processo incrível.

Imagem: Reprodução / Paris Filmes

O diretor Bruno Garotti contou o porque escolheu transformar o livro do YouTuber em filme e explica um pouco a mensagem que ele quer passar no longa: “Quando a gente é adolescente, tudo parece um problemão. Se ainda não beijamos ou se as pessoas da escola não querem ser nossos amigos, nós achamos que temos um problema muito grave. A gente ainda não tem a perspectiva do tamanho daquilo. E eu acho que o livro do Christian tem esse efeito de ajudar as pessoas a entenderem isso, a se identificar com essas histórias que ele tem. O livro dele inspira muita gente, então se o filme puder inspirar alguém, eu acho o máximo.

Quando questionado sobre vir da internet e agora estar indo para as mídias tradicionais com um filme, Christian respondeu: “A força da internet hoje em dia é muito evidente e tá cada vez mais forte porque pessoas anônimas com uma câmera na mão fazem virais e atingem milhões de pessoas, sem uma estrutura de direção, é a criatividade. Não só o YouTube, mas a internet trouxe a autonomia para as pessoas com uma ideia na cabeça, criatividade e espontaneidade e poder. Então eu acho que em 2017 eu vejo como o ano que vocês verão muitas pessoas da internet fazendo muitas coisas na mídia tradicional.

Para finalizar, Christian disse o que falaria se encontrasse o Christian de 15 anos: “Eu acho que eu não falaria nada, não mudaria nada. Porque se não fosse esse Christian do passado, o “eu” atualmente seria muito diferente. Talvez eu não estivesse aqui hoje nessa coletiva, não estaria lançando um filme, não teria um canal, nada.

Eu Fico Loko” chega aos cinemas de todo o Brasil no dia 12 de janeiro de 2017. É nóis!

Iury Parise

Um garoto do interior morando em São Paulo. Apenas mais uma pessoa tentando se destacar no mundo! :) Me acompanha?

3 thoughts to “Crítica: “Eu Fico Loko” + Coletiva de Imprensa”

  1. Você podia escrever um pouco melhor suas matérias, só uma crítica construtiva.
    Não fica muito claro e o conteúdo é meio vago rsrs

Comenta aí, vai :P